Tecnologia para vestir ganha corpo – Olhar Digital

Vídeo: http://olhardigital.uol.com.br/video/tecnologia-de-vestir-ganha-corpo-veja-exemplos/38838

Não tem jeito: é tendência. Cada vez mais pessoas estão adquirindo dispositivos hi-tech que se incorporam ao corpo; nós, aqui no Olhar Digital, apelidamos a tendência de “tecnologia de vestir”. Existe até uma teoria chamada de teoria da singularidade. Ela diz que, em 2045, não vai mais ser possível distinguir o homem da máquina. Será?

O Walter Longo, nosso colunista sobre novas tecnologias,  foi a melhor pessoa que encontramos para conversar sobre essa novidade. Segundo ele, por mais que a teoria seja para 2045, de alguma forma, já estamos dando os primeiros passos nessa direção. Adepto de diversas novidades, o Walter já experimentou alguns dispositivos que ele carrega junto ao corpo para controlar a si mesmo através do chamado “bio feedback”.

“Ele me informa a todo instante como eu estou me alimentando, como eu estou dormindo, quanto passos eu ja dei, quantos degraus eu ja subi, a que altitude eu fui, a área percorrida… A tecnologia me fornece uma série de dados que me permitem analisar como eu devo proceder e me comportar, com base nestas informações”, explica Walter Longo.

A tecnologia de vestir vai além dessas pulseiras e gadgets para controlar sua qualidade de vida. O esporte de alto rendimento também dita tendências na moda digital. Relógios com GPS, monitores cardíacos e tudo mais já fazem parte da vida da maioria dos atletas amadores. Aliás, por falar em relógios, os smartwatches são outra categoria que vem crescendo e conquista novos usuários a todo vapor.

Esses relógios inteligentes são praticamente uma extensão do smartphones no pulso – com acesso à internet e aplicativos. Este modelo, compatível com Android e iOS, permite controlar músicas, ver mensagens, receber alertas e até consultar informações do telefone. Esse aqui, por exemplo, traz acelerômetro e giroscópio para reconhecer movimentos e bateria com duração de, pelo menos, 25 horas. O processador do relógio é de 800 MHz e câmera tem resolução de 1.9 megapixel; suficiente para gravar vídeos em HD. O gadget funciona com conexão Bluetooth, tem 4 GB de memória interna e ainda aceita comandos de voz.

O Google Glass, que você também já viu por aqui, é outra tendência “de vestir”. E ainda que seja precursor, é um formato que ainda pode ser muito explorado.

“Ele nada mais é do que uma extensão do corpo, que une toda a tecnologia a sua volta, celular, computador, e tudo passa a ser incorporado ao seu corpo. Todos os assuntos tecnológicos passam a estar ao alcance da sua vista”, explica o colunista.

A tecnologia que se aproxima do corpo pode vir até disfarçada; sem praticamente nenhum apelo digital. Esta pulseira é um bom exemplo. Ela foi criada  por uma empresa norte-americana que se dedica à pesquisa e criação de produtos projetados para uma vida melhor, a pulseira traz em sua composição partículas de biocerâmica. As partículas minerais têm propriedades foto termais. Traduzindo: quando aquecidas pelo corpo humano, essas partículas emitem uma radiação de infravermelho longo. O tal do infravermelho longo aumenta o metabolismo celular, combate dores, promove o relaxamento muscular, diminui a inflamação e o estresse oxidativo. Quer mais!?….

Pode até parecer brincadeira ou coisa de filme futurístico, mas se essa teoria da singularidade realmente vingar, é bem provável que nós – seres humanos – venhamos a mudar bastante com o passar do tempo.

“Vamos virar um pouco androides, um pouco humanos. Vamos ter órgãos de reposição criados por impressoras 3D para trocar no nosso corpo. Vamos ter rins e fígados artificiais, por exemplo e não vamos mais saber onde termina o humano e onde começa a máquina. A nossa consciência continua a mesma, mas nós teremos a ajuda da tecnologia para viver mais e melhor”, conta.

No olhardigital.com.br você encontra outras matérias sobre tecnologias de vestir. Acesse e veja os últimos lançamentos de relógios inteligentes, os gadgets usados no esporte e até um dos primeiros testes com o Google Glass. Já experimentou algum desses briquedinhos? Compartilhe com a gente a sua experiência no nosso Fórum.

Fonte: http://olhardigital.uol.com.br/video/tecnologia-de-vestir-ganha-corpo-veja-exemplos/38838

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s